Parceria ECPP e UFMA realiza importante trabalho no elenco alviverde

Jeferson Rodrigues, Danilo Muiños, Edinei Costa Maia e Fabiano Rosenau.

Uma equipe da Universidade Federal do Maranhão, coordenada pelo professor Mário Sevilio, tendo como integrantes os fisiologistas Danilo Muiños  Andrade,  Edinei  Maia e Jefferson Rodrigues Júnior estão em Vitória da Conquista, realizando um trabalho  junto ao elenco do ECPP.

Isto está acontecendo através da parceria entre Universidade Federal do Maranhão e o clube conquistense. Foram realizadas avaliações e controles com métodos e equipamentos de tecnologia a nível mundial  e utilizada  por equipes da primeira divisão !

A partir destes controles e resultados são planificados todos os treinos e recuperações dos atletas de forma individualizada para obter  o máximo performance, potencilizando  seus pontos fortes  e trabalhando os pontos negativos, além de acompanhar a recuperação dos atletas a cada treino e a cada jogo.

Para os clubes de futebol é  fundamental a importância de ter profissionais capacitados   nas áreas de fisiologia e treinamento desportivo , bem como na área técnica . Que elevam o nível de performance nas qualidades dos atletas.

Desde o período de inicio dos trabalhos esta parceria vem coletando informações diárias  e acompanhando os atletas. Durante um mês o acompanhamento será realizado durante os treino e jogos .

O preparador físico Fabiano Rosenau afirma que “para a recuperação dos atletas são analisados componentes bioquímicos  e funcionais  para aumentar  sua performance  e prevenir as lesões e isso  durante competições é essencial”.

Ele lembra ainda que “os jogadores de futebol percorrem em uma partida entre 10 a 12 km em alta intensidade. Os programas diários de treinamentos devem ser efetivos para

preparar estes jogadores e para isto são utilizados inclusive equipamentos com GPS e acompanhamento da frequência cardíaca, além de  equipamento para mediar a velocidade”.

Numa temporada em que o ECPP disputará competições importantes como o Campeonato Estadual, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro, este trabalho pode ser fundamental para a manutenção da qualidade do trabalho, reduzindo a quantidade de lesões e consequentemente do afastamento de jogadores devido a problemas de contusão.