História

Vitória da Conquista, terceira maior cidade do Estado da Bahia, com uma acolhedora população de 300.000 (trezentos mil) habitantes, possui em seu entorno mais de 2.000.000 (dois milhões) de potenciais consumidores. Rica culturalmente, pólo educacional e de saúde em franco crescimento, dona de belezas naturais só encontradas em suas plagas e pouco exploradas economicamente, sem falar do seu comércio um dos mais fortes, organizados e baratos do Brasil, é sem dúvida, um farto celeiro de possibilidades.

Todas estas potencialidades culturais, educacionais e econômicas não têm refletido em uma forte presença no cenário desportivo do Estado. A nossa cidade, que nas décadas de 60 e 70, presenteou o Brasil com belíssimos jogadores de futebol como Piolho, Jamilton, Naldo, Neves, Tolica, Detinho, dentre outros, jogando pelo Conquista Esporte Clube e Humaitá, mobilizou grandes levas de torcedores que hoje encontram-se adormecidos e sem referência futebolística no futebol profissional local.

Na década de 90, foram várias as tentativas de retornar ao cenário do futebol baiano com o Serrano Sport Clube e novamente o Conquista Futebol Clube, com a nova geração de jogadores, estas iniciativas todas apesar do esforço dos dirigentes, nunca conseguiram lograr êxito o que tem sido uma tônica no futebol brasileiro, pelas práticas amadoras tão comuns no século passado e ainda presentes em nossos dias o que tem levado grandes clubes ao ostracismo da prática do futebol em nosso país.

Tendo como ponto de partida a necessidade em romper com estas velhas práticas do improviso e do jeitinho brasileiro, é que, partindo da sua própria experiência como atleta profissional, também revelado nos campos de várzea de Vitória da Conquista e das equipes profissionais das quais jogou profissionalmente até o final da década de 90, o ex-jogador Ederlane Amorim tomou a iniciativa de devolver aos conquistenses a alegria de retornar aos estádios de futebol, só que agora com a proposta de um trabalho sério, transparente e sustentado em base sólida.

Assim, o Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista inicia-se, de fato, em 2001, com um trabalho voltado para a inclusão social com objetivo de preparar os futuros atletas para o clube profissional. Essa proposta é consolidada com a participação exitosa em vários campeonatos na cidade e com a expansão do então Projeto Primeiro Passo para outras regiões do estado. Em janeiro de 2005, é fundado Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista, legalmente instituído, equipe profissional, tendo como objetivo trazer Vitória da Conquista de volta ao cenário das grandes jornadas esportivas, fazendo um futebol competente não só gerando resultados, mas acima de tudo, apaixonando torcedores e criando novos cidadãos e profissionais de talento, capazes de devolver a alegria nas tardes de domingo a nossa cidade e região.

Agora, mobilizando várias lideranças locais, todas representando os mais variados segmentos da sociedade conquistense e imbuídas do mesmo espírito de companheirismo, compromisso, transparência e certos da necessidade em modernizar a prática do futebol em nossa cidade, rompendo de vez com os vícios da cartolagem, tão comum e ainda presente nos clubes de futebol pelo Brasil afora, O Esporte Clube Primeiro Passo de Vitória da Conquista é mais que uma promessa ou um sonho: é uma possibilidade inequívoca de vitória.